Um e-commerce é uma nova forma de realizar negócios que está crescendo cada vez mais na atualidade. Isso decorre do fato de que, com o passar do tempo, menos pessoas vêm tendo receio de fazer compras dentro da internet, já que os sistemas virtuais oferecem uma praticidade e segurança não existente em outras formas de comprar.

Dessa forma, observa-se que ter um canal de vendas em plataformas digitais é capaz de trazer grandes lucros para uma marca. Nesse sentido, o texto falará a respeito do conceito de e-commerce e outros assuntos, tais como as suas vantagens, como ele funciona, como é feita a divulgação dos produtos e quais as principais etapas para a criação de um sistema online de vendas.

No que consiste um e-commerce

O nome “e-commerce” tem origens no inglês e a sua tradução para a língua portuguesa pode ser “comércio eletrônico”. Portanto, ele nada mais é do que uma forma de realizar vendas on-line, transações financeiras e negociações por meio de plataformas virtuais e dispositivos eletrônicos tais como computadores, celulares ou tablets. Além disso, tirando a parte da entrega do produto, todos os passos para a efetivação de uma compra acontecem dentro da própria internet.

Outro detalhe importante é que, nos e-commerces, não há intermediadores durante a venda. É importante citar que vários produtos podem fazer parte de um e-commerce, desde roupas até porta de PVC.

É importante frisar que as vendas on-line não estariam sendo uma grande tendência dentro da economia global caso elas não fossem vantajosas tanto para os consumidores quanto para as empresas. Com isso, serão pontuados vários benefícios que um e-commerce é capaz de trazer para um lojista:

  • Sua montagem é simples e barata;
  • Ele pode vender produtos 24 horas por dia;
  • Mais fácil de montar do que uma loja física;
  • Atualizações de preços e produtos acontecem simultaneamente;
  • Dispensa o investimento em vendedores e funcionários;
  • É possível vender para várias regiões ao mesmo tempo;
  • O pagamento pode ser feito de diferentes formas;
  • A visibilidade é maior;
  • A segurança é mais barata e mais eficaz;
  • É um mercado amplo a ser explorado;
  • As vendas ocorrem rapidamente.

A diferença entre e-commerce de produtos físicos e digitais

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, um e-commerce não é uma plataforma que vende unicamente produtos físicos, tais como um armário sob medida. Dentro do comércio virtual, existe uma outra modalidade que representa a evolução das formas de comprar: é o caso dos produtos digitais. Nesse sentido, um e-commerce desse tipo é responsável por alugar ou vender outros itens, tais como informação e conteúdo.

Dentro dessa categoria se encaixam produtos, tais como e-books, filmes e séries digitais, cursos à distância, games, softwares, entre outros. Tais e-commerces, quando comparado a outros que comercializam bens físicos, possuem uma característica interessante: não existe necessidade de setores responsáveis pelo estoque e pela logística dos produtos, tendo em vista que a entrega não é feita de forma física. 

Portanto, um e-commerce totalmente digital é ainda mais fácil de se montar, já que ele elimina processos de venda, tornando as vendas bastante ágeis. Geralmente, em um e-commerce de produtos físicos, ao vender uma estrutura metálica residencial, é preciso um bom planejamento logístico capaz de transportar os produtos sem quaisquer danos ou avarias para os endereços corretos

Contudo, um dos maiores problemas referentes a esses tipos de lojas é a pirataria, ou seja, o ato de sites postarem e compartilharem conteúdos digitais de graça. Isso faz com que os usuários da internet adquiram os produtos digitais sem pagarem ao e-commerce, gerando prejuízos a este. Assim, um e-commerce totalmente digital precisa estar atento às distribuições ilegais de seus produtos, pois, caso contrário, ele pode ir à falência.

O que é necessário para montar um e-commerce?

O funcionamento de um e-commerce, como destacado anteriormente, é pautado em dois processos básicos que se tornaram totalmente virtuais dentro dessa nova modalidade de negociações: a venda e o atendimento ao cliente. Por essa razão, uma empresa que possui um e-commerce precisa investir em certos itens, como estoque de produtos, controle de finanças e em marketing.

Contudo, em primeiro lugar, um e-commerce deve possuir uma plataforma adequada onde os produtos vão ser vendidos. Para isso, uma loja precisa desenvolver esse método virtual que funcione corretamente e sem problemas durante 24 horas por dia. Nesses casos, costuma-se indicar a contratação de um serviço de hospedagem de sites, o qual consiste em contratar uma empresa para que ela mantenha o e-commerce funcionando em servidores próprios e seguros. 

Assim, permite-se que os sites não sofram com interrupção de serviços enquanto a hospedagem estiver sendo contratada. Caso o site de um e-commerce que venda telha de cimento preço, por exemplo, ficar boa parte do dia fora do ar, menos pessoas vão sentir vontade de comprar nessa plataforma, reduzindo os lucros.

Ao mesmo tempo em que um e-commerce é capaz de agilizar e facilitar bastante a gestão de vendas, ele precisa de uma logística mais bem planejada do que ocorre em lojas físicas. Portanto, o processo da venda on-line deve acontecer dessa forma:

Primeiramente, um potencial cliente entra no site do e-commerce, escolhe o seu produto desejado e realiza o pagamento através do próprio site, o qual aceita tanto boleto quanto cartão de crédito ou débito. Depois disso, a loja dona do e-commerce recebe o pedido do produto e manda-o para o despachante. Este pode ser feito por uma transportadora contratada.

É importante explicar que o modo de entrega é uma responsabilidade da empresa que fez a venda, a qual deve escolher qual é a melhor forma de transportar os seus produtos. Assim, algumas considerações devem ser levadas em conta, como o tamanho do que será enviado. 

O correio possui um limite de tamanho dos objetos que podem ser enviados. Então, se o e-commerce é especializado em vender produtos muito grandes, como é o caso de uma divisória drywall, será necessário contratar uma transportadora especializada.

Estratégias para colocar um e-commerce em evidência

Um e-commerce, devido ao fato de estar imerso em um ambiente virtual repleto de informações, precisa passar pela árdua tarefa de se destacar e prender a atenção das pessoas diante de uma imensidão de dados digitais. Nesse sentido, é importante investir em estratégias de marketing digital. Esta área do marketing é conhecida por tratar de todos os assuntos relacionados à forma como uma marca ou um produto aparecem dentro da internet.

Dentre as principais estratégias do marketing digital, temos o inbound marketing, o qual consiste no ato de atrair os usuários para os sites de e-commerce. Elas podem ser usadas com qualquer modalidade de e-commerce, desde aqueles que vendem sapatos até empresas que fabricam cobertura metálica. Tal atração pode ser feita por uma série de ferramentas, como a produção de conteúdos, prática também conhecida como marketing de conteúdo.

Ela consiste na produção de conteúdos que podem ser interessantes ou relevantes por pessoas que estão vagando pela internet. Assim, elas, ao verem algo que pode interessá-las, entram nos sites, ficando mais próximas de realizarem uma compra em uma e-commerce. Para exemplificar essa razão, pode-se imaginar um e-commerce hipotético que vende vinil adesivo para parede. Este é capaz de atrair usuários para conhecer os seus produtos publicando dicas de decoração para uma casa.

Outra estratégia que pode ser feita é a definição de um persona. Ou seja, o desenvolvimento de um perfil fictício do que o e-commerce considera como sendo o cliente ideal dele, tomando como base características mais profundas como gostos, interesses, sonhos, entre outros aspectos. Essa persona pode ser definida por meio do colhimento de dados a respeito de consumidores do e-commerce. 

Assim, uma empresa que venda persiana de vidro para varanda é capaz de definir sua persona como sendo, por exemplo, uma pessoa criativa e que tem interesse em decorar interiores. Com isso, torna-se mais fácil elaborar estratégias pensando em um alvo que deve ser alcançado.

Portanto, observando os assuntos abordados acima, percebe-se que o e-commerce é uma forma de realizar vendas que está crescendo de um jeito colossal na atualidade. Isso tudo pode ser considerado um reflexo das mudanças que, desde muito tempo, vem ocorrendo dentro da sociedade, gerando a tecnologia e a internet, hoje indispensáveis para a vida das pessoas.

É por essa razão que o mercado também precisa se adaptar e é por isso que o e-commerce existe. Ele possibilita que uma empresa se destaque frente aos seus concorrentes dentro do mundo digital.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Descubra os 7 passos para receber contatos qualificados com regularidade sem precisar de milhares de seguidores ou de postar todos os dias

Nesse e-book você vai descobrir os 7 passos que aplicamos com nossos clientes para que eles realmente tenham resultados através do marketing digital.

Cadastro feito com sucesso

Share This